86 3131-1300
Teresina, 24 de Março de 2017
 
Publicada Quinta-feira, 29/12/2016
Desemprego é de 11,9% e atinge 12,1 milhões de trabalhadores, diz IBGE Comente

O desemprego no país foi de 11,9%, em média, no trimestre de setembro a novembro, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A taxa é a mais alta desde que o instituto começou a publicar a pesquisa, em 2012.

No período, o número de desempregados no Brasil foi de 12,1 milhões de pessoas.

São cerca de 100 mil desempregados a mais do que no trimestre de junho a agosto, mas o resultado é considerado estável pelo IBGE. Em um ano, são 3 milhões de pessoas a mais sem emprego, um aumento de 33,1%.

Na comparação com a divulgação anterior da pesquisa, com dados do trimestre de agosto a outubro) deste ano, são 100 mil desempregados a mais.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (29) e fazem parte da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, do IBGE. A pesquisa não usa só os trimestres tradicionais, mas períodos móveis (como fevereiro, março e abril; março, abril e maio etc.).
Comparação com resultados anteriores

No trimestre de setembro a novembro de 2016, a taxa de desemprego foi de 11,9%:

    no trimestre de junho a agosto, havia sido de 11,8%
    no trimestre de agosto a outubro, havia sido de 11,8%
    um ano antes (setembro a novembro de 2015), havia sido de 9%.

O número de desempregados chegou a 12,1 milhões:

    no trimestre de junho a agosto, havia sido de 12 milhões
    no trimestre de agosto a outubro, havia sido de 12 milhões
    um ano antes (setembro a novembro de 2015), havia sido de 9,1 milhões.

Número de trabalhadores

O número de pessoas com trabalho foi de 90,2 milhões entre setembro e novembro, aumento de 0,33% em relação ao trimestre de junho a agosto, ou 300 mil a mais.

Em um ano, o total de trabalhadores caiu 2,1%, o que equivale a cerca de 1,9 milhão de pessoas.
Rendimento de R$ 2.032

O rendimento real (ajustado pela inflação) do trabalhador ficou, em média, em R$ 2.032, alta de 0,25% na comparação com o trimestre de junho a agosto (R$ 2.027), e queda de 0,44% em relação ao mesmo trimestre de 2015 (R$ 2.041).
Número de carteiras

O número de empregados com carteira assinada ficou em 34,1 milhões, aumento de 0,29% na comparação com o trimestre de junho a agosto, ou 100 mil pessoas a mais com carteira. Em um ano, o país perdeu 1,3 milhão de carteiras, queda de 3,7%.
Metodologia da pesquisa

Os dados fazem parte da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua. São pesquisadas 211.344 casas em cerca de 3.500 municípios.

O IBGE considera desempregado quem não tem trabalho e procurou algum nos 30 dias anteriores à semana em que os dados foram coletados.

Fonte: Uol

 
Centro de Apoio a mulher comerciaria
CONTRACS
Contribuição Sindical
Contribuicao Social e Federativa
Convencoes
CUT BRASIL
CUT PIAUÍ
MST
Portaria
Sindeconpi
 
lista
24.03.2017 NOTA DE REPÚDIO - TERCEIRIZAÇÃO: REBAIXA SALÁRIOS E RETIRA DIREITOS
23.03.2017 Câmara volta a 1998 e aprova projeto de terceirização generalizada
22.03.2017 Governo recebe 6,9 mil denúncias sobre o FGTS em 3 meses
21.03.2017 'Listômetro" do MPT mede atraso na publicação da Lista Suja do Trabalho
20.03.2017 Câmara vota terceirização e pode rasgar CLT na terça-feira
20.03.2017 Ministério Público abre inquérito civil contra Comercial Carvalho
17.03.2017 Sindicato e Ministério Publico assinam parceria no combate a Violência doméstica
17.03.2017 Nova decisão sobre 'lista suja' manda governo liberar cadastro
15.03.2017 Saiba quais direitos do consumidor são sempre ignorados
15.03.2017 Categoria comerciária na luta contra a Reforma da Previdência
13.03.2017 Banco deve indenizar por cobrar taxas de conta nunca movimentada
09.03.2017 Saque de contas inativas do FGTS começa nesta sexta-feira
08.03.2017 Manifestações marcaram o 8 de março, veja o vídeo:
08.03.2017 Mulheres Comerciárias: Símbolo de lutas constantes
07.03.2017 Câmara retoma discussões sobre reformas trabalhista e da Previdência
07.03.2017 Mulher perde mais do que o homem na reforma da Previdência
24.02.2017 Temer propõe fim da multa de 10% em demissões sem justa causa
24.02.2017 Sindicato dos Comerciários recupera R$ 1 milhão e 450 mil de trabalhadores
23.02.2017 CUT lança ''Aposentômetro'' em parceria com o Dieese. Faça você tambem os calculos.
22.02.2017 NOTA DE PESAR
22.02.2017 Centrais pedem prazo maior e garantia de debate sobre a Previdência
21.02.2017 Empresas devem à Previdência quase três vezes o valor do déficit do INSS
SINDCOM - Sindicato dos Empregados no Comercio e Serviço de Teresina
Rua David Caldas, 536
sindicatocomerciariothe@hotmail.com - 86 3131-1300