86 3131-1300
Teresina, 20 de Janeiro de 2017
 
Publicada Quinta-feira, 29/12/2016
Desemprego é de 11,9% e atinge 12,1 milhões de trabalhadores, diz IBGE Comente

O desemprego no país foi de 11,9%, em média, no trimestre de setembro a novembro, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A taxa é a mais alta desde que o instituto começou a publicar a pesquisa, em 2012.

No período, o número de desempregados no Brasil foi de 12,1 milhões de pessoas.

São cerca de 100 mil desempregados a mais do que no trimestre de junho a agosto, mas o resultado é considerado estável pelo IBGE. Em um ano, são 3 milhões de pessoas a mais sem emprego, um aumento de 33,1%.

Na comparação com a divulgação anterior da pesquisa, com dados do trimestre de agosto a outubro) deste ano, são 100 mil desempregados a mais.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (29) e fazem parte da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, do IBGE. A pesquisa não usa só os trimestres tradicionais, mas períodos móveis (como fevereiro, março e abril; março, abril e maio etc.).
Comparação com resultados anteriores

No trimestre de setembro a novembro de 2016, a taxa de desemprego foi de 11,9%:

    no trimestre de junho a agosto, havia sido de 11,8%
    no trimestre de agosto a outubro, havia sido de 11,8%
    um ano antes (setembro a novembro de 2015), havia sido de 9%.

O número de desempregados chegou a 12,1 milhões:

    no trimestre de junho a agosto, havia sido de 12 milhões
    no trimestre de agosto a outubro, havia sido de 12 milhões
    um ano antes (setembro a novembro de 2015), havia sido de 9,1 milhões.

Número de trabalhadores

O número de pessoas com trabalho foi de 90,2 milhões entre setembro e novembro, aumento de 0,33% em relação ao trimestre de junho a agosto, ou 300 mil a mais.

Em um ano, o total de trabalhadores caiu 2,1%, o que equivale a cerca de 1,9 milhão de pessoas.
Rendimento de R$ 2.032

O rendimento real (ajustado pela inflação) do trabalhador ficou, em média, em R$ 2.032, alta de 0,25% na comparação com o trimestre de junho a agosto (R$ 2.027), e queda de 0,44% em relação ao mesmo trimestre de 2015 (R$ 2.041).
Número de carteiras

O número de empregados com carteira assinada ficou em 34,1 milhões, aumento de 0,29% na comparação com o trimestre de junho a agosto, ou 100 mil pessoas a mais com carteira. Em um ano, o país perdeu 1,3 milhão de carteiras, queda de 3,7%.
Metodologia da pesquisa

Os dados fazem parte da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua. São pesquisadas 211.344 casas em cerca de 3.500 municípios.

O IBGE considera desempregado quem não tem trabalho e procurou algum nos 30 dias anteriores à semana em que os dados foram coletados.

Fonte: Uol

 
Centro de Apoio a mulher comerciaria
CONTRACS
Contribuicao Sindical
Contribuicao Social e Federativa
Convencoes
CUT BRASIL
CUT PIAUÍ
MST
Portaria
Sindeconpi
 
lista
19.01.2017 Ministério do Trabalho cria calendário para pagamentos do seguro-desemprego
17.01.2017 O que está por trás da propaganda da Previdência
13.01.2017 Piso da categoria comerciária é reajustado por antecipação a partir de janeiro/2017
11.01.2017 Manter motocicleta sai mais barato que andar de ônibus
11.01.2017 SEMINÁRIO : A REFORMA DO FGTS COMO TRABALHADOR (A) PODE SACAR AS CONTAS INATIVAS?
10.01.2017 Carnaval é no litoral. Inscrições para Colônia de Férias estão abertas .
10.01.2017 Veja dicas para economizar no material escolar
09.01.2017 Prazo para entrega da Rais 2016 começa no dia 17 de janeiro
06.01.2017 Sindicato realiza bingo beneficente para ajudar vítima de assalto em Teresina
06.01.2017 Entenda na prática a reforma da Previdência
05.01.2017 Mulher trabalhadora sofrerá maior impacto com reajuste da passagem
03.01.2017 Conselho determina reajuste da tarifa de ônibus para R$ 3,30 tarifa começa sexta
02.01.2017 Artigo: Uma Reforma Trabalhista para modernizar a escravidão
30.12.2016 Governo regulamenta salário mínimo de R$ 937 em 2017
29.12.2016 Desemprego é de 11,9% e atinge 12,1 milhões de trabalhadores, diz IBGE Comente
28.12.2016 Valores do seguro DPVAT ficará 37% mais barato em 2017
27.12.2016 Passagem de ônibus em Teresina pode ser reajustada para R$ 3,30 em 2017
27.12.2016 Agências bancárias abrem até quinta-feira
27.12.2016 Artigo: A verdade sobre a PEC N° 03
26.12.2016 'Greve dos Ônibus':Prefeitura atrasa repasses e a categoria fará protesto
23.12.2016 Em campanha salarial, trabalhadores do setor de hotelaria e gastronomia fazem greve em Teresina
22.12.2016 Governo propõe reforma trabalhista; veja o que pode mudar nas regras atuais
SINDCOM - Sindicato dos Empregados no Comercio e Serviço de Teresina
Rua David Caldas, 536
sindicatocomerciariothe@hotmail.com - 86 3131-1300