(86) 3131-1300
Teresina, 16 de Agosto de 2017
 
Publicada Segunda-feira, 03/04/2017
Entenda como ficam os novos juros do cartão de crédito

Estão valendo a partir de hoje as novas regras do rotativo do cartão de crédito.

Os bancos não podem mais deixar nenhum cliente por mais de um mês nessa modalidade de crédito, que tem os juros mais altos do mercado - em média 484% ao ano, ou 15% ao mês.

Na prática acontece da seguinte forma:

- o cliente que paga menos que o valor total da fatura só poderá ficar no crédito rotativo por 30 dias. Ou seja, se ele não pagar o restante até o vencimento da fatura seguinte, o banco terá que oferecer uma nova linha de financiamento com o parcelamento da dívida e juros menores - um crédito mais barato que dê condições não abusivas de pagamento ao consumidor.

- ao contrário do que acontecia antes, quem paga o mínimo da fatura não pode fazer essa mesma opção por vários meses consecutivos. Não é mais permitido repetir o processo na fatura seguinte, somente parcelar a dívida já existente.

- O cliente pode fazer o pagamento integral de sua dívida a qualquer momento, mesmo antes do vencimento da próxima parcela.

Em outras palavras, em vez de alongar de forma indefinida a dívida, pagando o mínimo por vários meses consecutivos, o cliente terá que assumir o financiamento do que deve, com prazo determinado e juros menores.

    A nova taxa dos bancos
    Itaú: de 0,99 a 8,9% ao mês
    Bradesco: de 3,6 a 9,8% ao mês
    Banco do Brasil: de 3,13 a 9,38% ao mês
    Santander: de 2,99 a 9,99% ao mês

A taxa oferecida pelos bancos vai depender do relacionamento dos clientes com a instituição, além de outros fatores, como o pagamento já feito e o montante que falta da fatura.
Como era                                                             Como fica
Dívida de R$ 1 mil                                                 Dívida de R$ 1 mil
Juros de 15% ao mês                                           Juros de 8% ao mês
Em um ano, chega a R$ 5.300                              Em um ano, chega a R$ 1.500

 
Centro de Apoio a mulher comerciaria
CONTRACS
Contribuição Sindical
Contribuicao Social e Federativa
Convencoes
CUT BRASIL
CUT PIAUÍ
MST
Portaria
Sindeconpi
 
lista
14.08.2017 Sindicato dos Comerciários e da Construção Civil promovem curso de marketing sindical
10.08.2017 LDO define salário mínimo de R$ 979 próximo ano
10.08.2017 Sindicatos promovem cursos de Argumentação Sindical e Marketing Sindical em Teresina
09.08.2017 Quem sacou o FGTS também receberá metade do lucro do fundo; entenda
08.08.2017 Sindicato participa de Fórum internacional sobre mudanças no trabalho
08.08.2017 Categoria comerciária destaca conquista da creche
08.08.2017 Pais participam de reunião e recebem detalhes sobre funcionamento da creche Joel Mendes
07.08.2017 Teresinense teve que trabalhar quase 90 h para pagar a cesta básica em julho
07.08.2017 Lei Maria da Penha completa 11 anos de luta
04.08.2017 INSS vai reconhecer aposentadoria por idade de forma automática
03.08.2017 Temer é rejeitado por 95% da população, e 88% defendem diretas já
01.08.2017 INSS convoca segurados para perícia; quem não for perde benefício
28.07.2017 Dirigente sindical entra na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado
27.07.2017 Caixa Econômica começa a pagar hoje abono do PIS/Pasep
26.07.2017 3ª Plenária Nacional aponta caminhos para a organização sindical
25.07.2017 Creche para filhos de comerciárias tem matrículas abertas
24.07.2017 Fies: Inscrições para financiamento estudantil começam amanhã
21.07.2017 Com reforma, trabalhador pode ter que pagar custos de processos atuais
20.07.2017 Descobriu que a empresa não depositou o FGTS? Veja como monitorar o saldo e tentar reaver o dinheiro
20.07.2017 'Contrato intermitente cria o boia-fria do meio urbano'
19.07.2017 Sindicato promove aulas de Zumba para categoria
18.07.2017 Reforma aumentará número de processos na Justiça do Trabalho
SINDCOM - Sindicato dos Empregados no Comercio e Serviço de Teresina
Rua David Caldas, 536
sindicatocomerciariothe@hotmail.com - (86) 3131-1300