86 3131-1300
Teresina, 24 de Maio de 2017
 
Publicada Terça-feira, 16/05/2017
Mais de 6 mil pessoas foram demitidas no Piauí em abril

Apesar de alto, o número de desligamentos no Estado ainda foi menor que o número de admissões. Setor de serviços foi o que mais demitiu.

Somente em abril, o Piauí registrou 6.343 desligamentos de vagas formais de emprego e o setor que mais demitiu foi o de prestação de serviços, que contabilizou 2.662 dispensas. A boa notícia é que o estado terminou o mês com um saldo positivo na geração de empregos. Foram 6.568 vagas geradas. No entanto, o número de demissões ainda está num patamar preocupante.

Ao mesmo tempo em que foi a atividade que mais teve demissões no mês passado, o setor de serviços foi também o que mais gerou empregos, com um total de 3.051 vagas preenchidas, o que acabou lhe conferindo um saldo positivo de 389 vagas. Os dados estão presentes no último relatório mensal do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego.

De acordo com o levantamento, o setor extrativo mineral, a indústria de transformação, a construção civil, a administração pública e o setor agropecuário registram um saldo negativo na geração de empregos no Piauí durante abril, que varia de -1 a -473 (correspondentes, respectivamente à extrativa mineral, que teve a menor taxa, e à construção civil, que teve a maior taxa). Em números absolutos, a atividade extrativa mineral perdeu 34 vagas, a indústria de transformação perdeu 557, a construção civil perdeu 1.217, a administração pública perdeu duas e a agropecuária perdeu 331 vagas de emprego formal.

Numa análise dos números de contratações e demissões registradas em abril no Piauí, percebe-se que a construção civil foi o setor que mais demitiu e que menos contratou neste período, com um total de 744 admissões para um universo de 1.217 dispensas.

Contratações

O saldo positivo de 6.568 contratações que o Piauí teve em abril deve-se, principalmente, ao setor de serviços. Ao mesmo tempo que teve alta nas demissões, foi a atividade que mais contratou pessoas no Estado, com um total de 3.051 admissões. Logo em seguida, na geração de empregos, aparece o comércio, com 1.842 contratações, a construção civil, com 744, e a indústria de transformação, que gerou 543 vagas de empregos formais. A administração pública não admitiu ninguém neste mês de abril, mas, em compensação, foi o setor que menos demitiu.

Acumulado

No primeiro quadrimestre de 2017, o Piauí gerou 30.518 vagas de emprego formal, mas demitiu 31.274 pessoas, o que gerou um saldo negativo de -756 vagas. Somente o setor de serviços, o comércio e a construção civil demitiram, juntos, mais de 26 mil pessoas nos primeiros quatro meses do ano. No acumulado dos últimos 12 meses, o Estado possui uma taxa de geração de empregos negativa, da ordem de -6.323, com 92.570 admissões e 98.893 demissões.

Fonte: Portalodia

 
Centro de Apoio a mulher comerciaria
CONTRACS
Contribuição Sindical
Contribuicao Social e Federativa
Convencoes
CUT BRASIL
CUT PIAUÍ
MST
Portaria
Sindeconpi
 
lista
24.05.2017 Comerciários de Teresina na marcha por Diretas Já em Brasília
24.05.2017 Delator da JBS entrega à PF anotação que cita Comercial Carvalho
23.05.2017 Aplicativo Sine Fácil facilita busca por emprego, reduz as filas e a burocracia
23.05.2017 Planalto garante que nascidos de setembro a dezembro poderão sacar FGTS
23.05.2017 Após quatro dias, relator desiste de suspender reforma trabalhista
19.05.2017 Manifestantes gritam "Fora Temer" e pedem eleições diretas em Teresina
18.05.2017 Reforma trabalhista é suspensa e oposição quer barrar a proposta no Senado
18.05.2017 Queremos interrupção imediata das reformas, diz presidente da CUT
16.05.2017 Mais de 6 mil pessoas foram demitidas no Piauí em abril
15.05.2017 Procuradora do Trabalho apura denúncia contra Lojas Rabelo
12.05.2017 Agências da Caixa vão funcionar para saque das contas inativas do FGTS
11.05.2017 Não quero ser julgado por interpretações, mas por provas
10.05.2017 Loja Rabelo tenta dar golpe nos trabalhadores
09.05.2017 Alunos da Uninovafapi apresentam trabalho de pesquisa sobre Seguridade Social no Sindicato dos Comerciários
08.05.2017 Inscrição para o Enem 2017 começa nesta segunda; veja como fazer passo a passo
05.05.2017 Com caminhada pelo centro, comerciários lançam campanha salarial 2017-2018
03.05.2017 Comerciários lançam campanha salarial 2017-2018 nesta sexta-feira
03.05.2017 Receita Federal vai expandir o eSocial para empresas
02.05.2017 Comerciários são homenageados no dia do trabalhador
28.04.2017 Comerciários fazem arrastão pelo centro comercial
28.04.2017 Deputados do Piauí que votaram a favor da reforma trabalhista foram escrachados
28.04.2017 Greve geral paralisa centro comercial de Teresina
SINDCOM - Sindicato dos Empregados no Comercio e Serviço de Teresina
Rua David Caldas, 536
sindicatocomerciariothe@hotmail.com - 86 3131-1300