(86) 3131-1300
Teresina, 16 de Agosto de 2017
 
Publicada Quinta-feira, 18/05/2017
Queremos interrupção imediata das reformas, diz presidente da CUT

Representantes das frentes se reunirão hoje à tarde para discutir manifestações de domingo e ocupação em Brasília na quarta-feira que vem

Vagner: 'As provas contra Temer ratificam que o ilegítimo não tem nenhuma condição de continuar na presidência'

O presidente da CUT, Vagner Freitas, afirmou que na ocupação prevista para quarta-feira que vem (24), em Brasília, as centrais e movimentos sociais vão "exigir a interrupção imediata da tramitação das reformas, desmontes, da Previdência e trabalhista, que acabam com a aposentadoria e com a CLT". Antes disso, neste domingo (21) haverá manifestações em todo o país para exigir a saída de Michel Temer e a realização de eleições diretas. "Um governo golpista e sua base de apoio não têm nenhuma condição moral de defender reformas", acrescentou Vagner.

Na tarde de hoje (18), representantes das frentes Brasil Popular e Povo sem Medo vão se reunir na sede da CUT, na região central de São Paulo, para discutir a organização do ato de domingo e a marcha/ocupação de Brasília. "As provas de corrupção e suborno envolvendo diretamente o golpista Michel Temer, numa operação com a JBS para calar o ex-deputado Eduardo Cunha, comprovam o que há mais de um ano afirmamos, que o ilegítimo Temer não tem nenhuma condição de continuar na presidência da República", afirma a central, em nota.

"Só o voto popular pode resolver essa imensa crise política, resgatar a democracia e credibilidade na principal instituição brasileira. Qualquer outra saída será golpe dentro do próprio golpe", acrescenta a entidade.

Em seu site, o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região endossa a necessidade de "eleições diretas já e urgente". "Já dizíamos que, por ser ilegítimo, esse governo não tinha direito de alterar normas da Constituição que mudam a forma de funcionamento da sociedade brasileira, do mundo do trabalho. Agora estão comprovados os interesses por trás de todas essas “reformas”, que na realidade significam o desmonte de direitos e de instituições públicas atendendo a interesses de setores privilegiados contra a grande maioria do povo brasileiro", afirma a presidenta da entidade, Juvandia Moreira.

Em sua página no Facebook, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC veicula vídeos com manifestações de trabalhadores da Toyota, Volkswagen, Otis, Ford e Mercedes-Benz pedindo eleições diretas já.

Fonte: CUT


 
Centro de Apoio a mulher comerciaria
CONTRACS
Contribuição Sindical
Contribuicao Social e Federativa
Convencoes
CUT BRASIL
CUT PIAUÍ
MST
Portaria
Sindeconpi
 
lista
14.08.2017 Sindicato dos Comerciários e da Construção Civil promovem curso de marketing sindical
10.08.2017 LDO define salário mínimo de R$ 979 próximo ano
10.08.2017 Sindicatos promovem cursos de Argumentação Sindical e Marketing Sindical em Teresina
09.08.2017 Quem sacou o FGTS também receberá metade do lucro do fundo; entenda
08.08.2017 Sindicato participa de Fórum internacional sobre mudanças no trabalho
08.08.2017 Categoria comerciária destaca conquista da creche
08.08.2017 Pais participam de reunião e recebem detalhes sobre funcionamento da creche Joel Mendes
07.08.2017 Teresinense teve que trabalhar quase 90 h para pagar a cesta básica em julho
07.08.2017 Lei Maria da Penha completa 11 anos de luta
04.08.2017 INSS vai reconhecer aposentadoria por idade de forma automática
03.08.2017 Temer é rejeitado por 95% da população, e 88% defendem diretas já
01.08.2017 INSS convoca segurados para perícia; quem não for perde benefício
28.07.2017 Dirigente sindical entra na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado
27.07.2017 Caixa Econômica começa a pagar hoje abono do PIS/Pasep
26.07.2017 3ª Plenária Nacional aponta caminhos para a organização sindical
25.07.2017 Creche para filhos de comerciárias tem matrículas abertas
24.07.2017 Fies: Inscrições para financiamento estudantil começam amanhã
21.07.2017 Com reforma, trabalhador pode ter que pagar custos de processos atuais
20.07.2017 Descobriu que a empresa não depositou o FGTS? Veja como monitorar o saldo e tentar reaver o dinheiro
20.07.2017 'Contrato intermitente cria o boia-fria do meio urbano'
19.07.2017 Sindicato promove aulas de Zumba para categoria
18.07.2017 Reforma aumentará número de processos na Justiça do Trabalho
SINDCOM - Sindicato dos Empregados no Comercio e Serviço de Teresina
Rua David Caldas, 536
sindicatocomerciariothe@hotmail.com - (86) 3131-1300