(86) 3131-1300
Teresina, 24 de Outubro de 2017
 
Publicada Terça-feira, 19/09/2017
Jovens são os mais afetados com o desemprego, aponta Ipea

43% obtiveram ocupação no informal e 28% se tornaram autônomos

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) aponta que a desocupação no mercado de trabalho está em um processo de desaceleração. Segundo a análise, contudo, a população jovem é uma das mais prejudicadas com a crise.

De acordo com a Carta de Conjuntura, publicada nesta quinta-feira (14), as pessoas entre 18 e 24 anos são as com mais chances de serem demitidas e possuem mais dificuldades de conseguir emprego. No segundo semestre, a taxa de desemprego entre eles é de 27,3%, equivalente a 4,3 milhões de pessoas. O estudo também mostra que a faixa etária é a que registrou a maior desocupação.

"Num momento de crise, quando o empresário decide quem vai embora, ele opta por quem tem menos tempo na empresa", explica a pesquisadora do Ipea Maria Andreia Parente Lameiras, em entrevista ao Poder360.

Além de receber os menores salários, segundo o estudo, os mais jovens também apresentam queda na remuneração em 0,5%, na comparação com o mesmo período de 2016.

Em linhas gerais, o segundo semestre do ano registrou uma desaceleração da desocupação e a expansão dos rendimentos reais permitiu que 31,7% dos trabalhadores que estavam desocupados obtivessem emprego no período. O percentual de pessoas ocupadas que perderam o posto de trabalho recuou de 3,6% para 3,4%, em comparação ao segundo trimestre do ano passado.

“Porque o desemprego não vai cair mesmo com um cenário de melhora da economia? Porque estamos esperando uma pressão extra da PEA, que deve vir por conta do desalento. Ou seja, quando a economia começa a melhorar, muita gente fora do mercado de trabalho voltam a procurar emprego e isso aumenta a PEA, o que dificulta a queda do desemprego", explica Maria Andreia.

Aumento de informalidade

No segundo trimestre do ano, de todos os trabalhadores que transitaram da ocupação para a desocupação, 32% estavam no mercado formal, 10% menos que há dois anos.

Entretanto, o setor informal recebeu o maior número de desempregados. 43% daqueles que estavam desempregados foram incorporados pelo mercado informal, 28% obtiveram uma vaga formal e 28% se tornaram autônomos.

Apesar da desaceleração do desemprego, neste segundo semestre, algumas regiões apresentaram alta de desocupados, com destaque negativo para Pernambuco, que subiu 13,96% para 18,85%, e Rio de Janeiro, em que a taxa subiu 1

Fonte: Contracs

 
Centro de Apoio a mulher comerciaria
CONTRACS
Contribuição Sindical
Contribuicao Social e Federativa
Convencoes
CUT BRASIL
CUT PIAUÍ
Portaria
Sindeconpi
TVT
 
lista
20.10.2017 Relatório da CPI da Previdência deve ser apresentado na segunda (23)
20.10.2017 Campanha Nacional pela Anulação da Reforma Trabalhista
17.10.2017 'Se houver mudança na lei, mulheres serão prejudicadas', diz Maria da Penha
13.10.2017 Campanha de Filiação vai sortear prêmios mensais aos seus filiados.
11.10.2017 Creche comemora dia das crianças com programação especial
09.10.2017 LANÇAMENTO DA CAMPANHA DE FILIAÇÃO DOS COMERCIÁRIOS SERÁ DIA 13 DE OUTUBRO
09.10.2017 Parte da frota dos ônibus de Teresina paralisa nesta terça-feira
06.10.2017 Trabalho noturno provoca caos no metabolismo e danos a longo prazo
05.10.2017 Justiça condena Walmart a pagar R$ 100 mil a gerente obrigado a rebolar na frente de clientes em SP
03.10.2017 Só 20% das piauienses fazem prevenção do câncer de mama
29.09.2017 Creche desenvolve projeto de segurança pessoal e coletiva no trânsito
28.09.2017 Setre/Sine oferecem 358 vagas de empregos no dia D da Inclusão Social
28.09.2017 Empregada que engravida durante aviso prévio tem direito a estabilidade, define TST
28.09.2017 Saúde mental: Trabalhar em um emprego ruim pode ser pior do ficar desempregado
27.09.2017 Taxa do rotativo do cartão de crédito cai para 221,4% ao ano em agosto
25.09.2017 Diferença salarial entre homens e mulheres acabará em 2047, diz estudo
25.09.2017 Riachuelo é acusada pelo MP por usar terceirização para precarizar trabalhadores
22.09.2017 Sintetro anuncia paralisações diárias no transporte coletivo
22.09.2017 Creche promove atividades em homenagem ao dia da Árvore
20.09.2017 Domingo é dia de futebol no clube dos comerciários; confira os resultados dos jogos
20.09.2017 "Reforma Trabalhista é descaradamente patronal", diz desembargador Meton
19.09.2017 Jovens são os mais afetados com o desemprego, aponta Ipea
SINDCOM - Sindicato dos Empregados no Comercio e Serviço de Teresina
Rua David Caldas, 536
sindicatocomerciariothe@hotmail.com - (86) 3131-1300