86 3131-1300
Teresina, 25 de Junho de 2017
Navegue:
  1. Histórico
  2. Convenções
  3. Serviços
  4. Outros documentos (logomarca, textos e outros)
Histórico
Fundado em 28 de abril de 1941 com o nome de Sindicato dos Empregados no Comércio de Teresina, manteve-se atrelado ao chamado sindicalismo oficial por mais de trinta anos. Conduzido por práticas conservadoras e limitando a luta dos trabalhadores aos horizontes dos órgãos governamentais, sem avanços e sem combatividade.

Com a criação da CUT - Central Única dos Trabalhadores, precisamente em 1983, inaugura-se no Brasil uma nova linha sindical, denominada de novo sindicalismo. A concepção desse novo modelo sindical que surgia com todo vigor, rompia drasticamente com o modelo atrasado, conservador e colaborador de classe criado na década de quarenta por Getúlio Vargas.

Juntamente com a CUT entrava em cena, por todo Brasil, os novos dirigentes sindicais, massacrados e perseguidos pela famigerada ditadura militar, porém todos determinados a transformar a realidade através do sindicalismo de classe, de luta e pela base.

É exatamente na década de oitenta que um grupo de sindicalista conduz o processo de filiação do sindicato dos comerciários, CUT e, também, a primeira vitória nas eleições sindicais dos trabalhadores no comércio de Teresina após a abertura democrática, daí origina-se uma nova forma de condução da luta dos trabalhadores desse setor.

Em 1987 os trabalhadores do comércio de Teresina deflagram a primeira greve da categoria, o que publicamente demonstra o caráter combativo da direção e a disposição dos trabalhadores de conquistarem melhores condições de trabalho e de vida.

Em 1988 ocorre a segunda eleição sindical dos comerciários, ocorrem mudanças na direção, movendo o sindicato mais a esquerda.

Em 1998 os estatutos da entidade são reformados, ampliando a base de representação sindical, dessa forma além dos trabalhadores do comércio estão representados também os trabalhadores do setor de serviços. Em números a categoria passa de 12 mil trabalhadores para quase 20 mil.

Nessa mesma época, segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso, o movimento sindical é duramente castigado pelas sucessivas investidas criminosas contra os sindicatos e os trabalhadores. Dentro desse contexto de crise foi desenvolvida uma das mais ousadas estratégias sindicais. Construir uma rede de serviços nas áreas de saúde, educação e lazer, como também manter intocável a natureza combativa do sindicato. O grande desafio era como desenvolver uma rede de serviços sem burocratizar os dirigentes na operacionalização das tarefas. A saída foi à profissionalização dos serviços, enquanto o papel sindical foi desempenhado pela direção.

Dessa forma, o sindicato atinge 2005 com todos seus serviços consolidados e sua natureza combativa, de classe e pela base bastante atuante. São mais de sete mil sócios e o reconhecimento da sociedade pela seriedade, compromisso e a defesa intransigente dos direitos históricos e imediatos da classe trabalhadora.
Centro de Apoio a mulher comerciaria
CONTRACS
Contribuição Sindical
Contribuicao Social e Federativa
Convencoes
CUT BRASIL
CUT PIAUÍ
MST
Portaria
Sindeconpi
 
lista
23.06.2017 Direção da CUT reforça greve do dia 30 contra reformas de Temer
23.06.2017 Meirelles admite que governo quer reter FGTS para economizar seguro-desemprego
23.06.2017 “O trabalho informal acaba não sendo uma questão de escolha”, diz advogado
20.06.2017 Caixa suspende financiamento imobiliário com recursos do FGTS
20.06.2017 CUT, demais centrais e movimentos sociais derrotam Temer
19.06.2017 Trabalhadores têm até 30 de junho para sacar o abono salarial de 2015
19.06.2017 Aberta as inscrições para o XXV campeonato de futebol da categoria comerciária.
14.06.2017 TRT suspende greve no comércio de Teresina até o dia 20 de junho
14.06.2017 Comissão de Trabalho aprova seguro de vida para motoboys
12.06.2017 Brasil registra aumento de trabalho infantil entre crianças de 5 a 9 anos
09.06.2017 Greve no comércio de Teresina inicia dia 16 de junho
08.06.2017 CUT/Vox Populi: 80% dos brasileiros são contra as reformas e 90% acham que não vão conseguir sustentar suas famílias
07.06.2017 Dez agências da Caixa irão abrir no sábado para saque do FGTS
07.06.2017 Trabalhadores aprovam greve no comércio este mês, caso as negociações não avancem
07.06.2017 Cesta básica: Teresina acumula a 3ª maior alta do ano entre as capitais
SINDCOM - Sindicato dos Empregados no Comercio e Serviço de Teresina
Rua David Caldas, 536
sindicatocomerciariothe@hotmail.com - 86 3131-1300