86 3131-1300
Teresina, 24 de Março de 2017
 
Publicada Sexta-feira, 30/12/2016
Governo regulamenta salário mínimo de R$ 937 em 2017

Foi publicado no "Diário Oficial da União" desta sexta-feira (30) o decreto que atualiza o valor do salário mínimo dos atuais R$ 880 para R$ 937 (aumento equivalente a 6,47%) a partir de 1º janeiro de 2017.

O novo salário mínimo é R$ 57 maior do que o atual, mas ficou R$ 8,8 abaixo dos R$ 945,8 que haviam sido propostos em agosto pelo governo federal.
Segundo o decreto, o valor diário do salário mínimo corresponderá a R$ 31,23 e o valor horário, a R$ 4,26.


De acordo com o governo, o reajuste do mínimo para R$ 937 deve gerar um incremento de R$ 38,6 bilhões nos salários dos brasileiros em 2017, correspondente a 0,62% do PIB.

Na véspera, ao justificar por meio de nota o fato de o reajuste ter sido menor do que as previsões iniciais, o Ministério do Planejamento disse que apenas aplicou as regras previstas na legislação.

O comunicado ressalta que a estimativa para a inflação pelo INPC em 2016, usada no cálculo do reajuste, ficou em 6,74%. Ou seja, menor do que a previsão de 7,5% estimada em outubro, quando o projeto de Orçamento do ano que vem foi enviado ao Congresso.

No entanto, o índice de inflação é 0,27 ponto percentual maior do que o que vai ser aplicado ao salário mínimo de 2017.

Segundo o Ministério do Planejamento, a diferença a menos – que corresponderia a R$ 2,29 – se deu porque a legislação permite que, na hipótese de ocorrer diferenças entre as projeções dos índices utilizados para calcular o aumento e o que foi efetivamente anunciado, seja feita uma compensação no reajuste seguinte.

Fonte: Uol

 
Centro de Apoio a mulher comerciaria
CONTRACS
Contribuição Sindical
Contribuicao Social e Federativa
Convencoes
CUT BRASIL
CUT PIAUÍ
MST
Portaria
Sindeconpi
 
lista
24.03.2017 NOTA DE REPÚDIO - TERCEIRIZAÇÃO: REBAIXA SALÁRIOS E RETIRA DIREITOS
23.03.2017 Câmara volta a 1998 e aprova projeto de terceirização generalizada
22.03.2017 Governo recebe 6,9 mil denúncias sobre o FGTS em 3 meses
21.03.2017 'Listômetro" do MPT mede atraso na publicação da Lista Suja do Trabalho
20.03.2017 Câmara vota terceirização e pode rasgar CLT na terça-feira
20.03.2017 Ministério Público abre inquérito civil contra Comercial Carvalho
17.03.2017 Sindicato e Ministério Publico assinam parceria no combate a Violência doméstica
17.03.2017 Nova decisão sobre 'lista suja' manda governo liberar cadastro
15.03.2017 Saiba quais direitos do consumidor são sempre ignorados
15.03.2017 Categoria comerciária na luta contra a Reforma da Previdência
13.03.2017 Banco deve indenizar por cobrar taxas de conta nunca movimentada
09.03.2017 Saque de contas inativas do FGTS começa nesta sexta-feira
08.03.2017 Manifestações marcaram o 8 de março, veja o vídeo:
08.03.2017 Mulheres Comerciárias: Símbolo de lutas constantes
07.03.2017 Câmara retoma discussões sobre reformas trabalhista e da Previdência
07.03.2017 Mulher perde mais do que o homem na reforma da Previdência
24.02.2017 Temer propõe fim da multa de 10% em demissões sem justa causa
24.02.2017 Sindicato dos Comerciários recupera R$ 1 milhão e 450 mil de trabalhadores
23.02.2017 CUT lança ''Aposentômetro'' em parceria com o Dieese. Faça você tambem os calculos.
22.02.2017 NOTA DE PESAR
22.02.2017 Centrais pedem prazo maior e garantia de debate sobre a Previdência
21.02.2017 Empresas devem à Previdência quase três vezes o valor do déficit do INSS
SINDCOM - Sindicato dos Empregados no Comercio e Serviço de Teresina
Rua David Caldas, 536
sindicatocomerciariothe@hotmail.com - 86 3131-1300