Home
(86) 3131-1300
Rua David Caldas, 536
sindicatocomerciariothe@hotmail.com
NOTÍCIAS SERVIÇOS LAZER CONVENÇÕES SINDCOM TV
 
Publicada Sexta-feira, 19/05/2017
Manifestantes gritam "Fora Temer" e pedem eleições diretas em Teresina

Centrais sindicais e movimentos populares realizaram, no fim da tarde desta quinta-feira(18), uma manifestação reivindicando a renúncia imediata do presidente Michel Temer (PMDB).

O ato foi realizado na avenida Frei Serafim e é uma reação a delação do presidente da JBS,Joesley Batista. Os manifestantes defenderam que o presidente não tem mais condições de continuar governando o país.

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) , Paulo Bezerra, disse que o Brasil vive uma crise política que se agrava a cada momento e caso o presidente Michel Temer não saia do cargo imediatamente a situação tende a piorar. "Os últimos acontecimentos exigem de nós uma reação. Michel Temer não tem legitimidade e defendemos eleições diretas. Não queremos eleições indiretas porquê não aceitaremos o mandato tampão", declarou o presidente.

Além da CUT, movimentos estudantis também participam do ato. Lucas de Sousa, estudante do IFPI e presidente da AMES, também considera que Michel Temer não tem mais condições de governar o país. "Queremos que ele saia da presidência", pede Lucas.

Os manifestantes gritavam palavras de ordem e pediam "Fora Temer". Eles distribuiam panfletos com os dizeres 'Diretas Já' para motoristas que passavam pela Frei Serafim. Uma nova manifestação está marcada para ser realizada no próximo domingo na avenida Raul Lopes. "Não vamos sossegar enquanto Michel Temer não sair do Governo. Quero que ele pague pelo que ele fez", finaliza o presidente da CUT, Paulo Bezerra.

Participam do movimento a CUT, movimentos sociais, movimentos estudantis, sindicatos filiados a CUT, Frente Brasil Popular, REDE e Povo Sem Medo.

Fonte: Cidadeverde

 
Balcão

Todas as edições:
276 275 271
Links
TVT
Sindeconpi
Portaria
CUT PIAUÍ
CUT BRASIL
Convencoes
Contribuicao Social e Federativa
Contribuição Sindical
CONTRACS
Centro de Apoio a mulher comerciaria